top of page

Saiba como criar uma startup e quais são as áreas mais rentáveis

O mercado de startups está em ascensão plena, sendo responsável por movimentar bilhões no ano de 2021. Se você tem uma startup ou pretende ter, aproveite os conhecimentos desse post para acelerar sua empresa.

tablet com a palavra "start up" na tela e xícara de chá ao fundo

O QUE É UMA STARTUP

O termo em inglês não tem tradução literal, mas significa “empresa emergente”. De início, era amplamente usado nos EUA e desconhecido no Brasil, se popularizando na internet recentemente. Em geral, é chamada de startup empresas com ideias inovadoras, com baixo custo de manutenção e que crescem de maneira acelerada gerando lucros cada vez maiores. Inclusive, empresas como Apple e Microsoft foram chamadas assim no início quando as pessoas não entendiam exatamente em que elas trabalhavam. Hoje os investidores deixaram de se preocupar com o fato da população geral entender ou não o produto em seu início. Principalmente, consideram uma startup um grupo que trabalhe em um campo de incertezas, mas que tenha um modelo de negócios repetível e escalável.


INCERTEZAS DE UMA STARTUP

Por serem construídas em cima de ideias inovadoras, geralmente sem precedentes, essas empresas não têm parâmetros sólidos para se basear. Isso quer dizer que não há garantias de que aquele projeto vá funcionar e se o negócio é ao menos sustentável. Eventualmente, o que certifica que os investidores não terão prejuízos são as metas e objetivos bem traçados.


MODELO DE NEGÓCIOS

Nada mais é que a forma como a startup transforma seu trabalho em dinheiro, esse processo também é chamado de gerar valor. Alguns exemplos de modelos de negócios são os ganhos por clique como em anúncios do Google. Também o modelo de franquias onde você paga royalties por uma marca e tem acesso à receita do produto, bem como o apoio do franqueador.


REPETÍVEL E ESCALÁVEL

Em outras palavras, é conseguir repetir a entrega para diferentes pessoas, com o mínimo de customização. Fazendo com que os custos aumentem em velocidade bem inferior ao número de vendas, gerando cada vez mais lucro. Por exemplo, ao vender um livro, você tem custos com a produção e distribuição, mas se vender no formato e-book basta encaminhar o arquivo sem custos extras.


COMO ABRIR UMA STARTUP

Primeiramente, tenha uma ideia! Essa parte parece ser fácil, mas aí vem a parte da análise para saber se tem execução viável, se gera lucro e se dá para reproduzir. Um passo muito importante é que você ou sua equipe deve ter algum conhecimento sobre negócios e marketing. Esses são requisitos fundamentais para alavancar seu empreendimento sem depender de terceiros, ao menos no início. Além de desenvolver seu produto, você precisa criar uma marca, uma identidade que atraia seus clientes. Em seguida, é preciso elaborar um plano de negócios consistente e que passe credibilidade aos investidores. É interessante que você consiga visualizar e oferecer detalhes concretos de no mínimo 3 anos sobre o desenvolvimento da empresa. Aproveite os baixos custos para oferecer preços justos, assim você atrai e fideliza clientes, gerando estabilidade de ganhos. Em muitos casos, a tecnologia é sua maior aliada. Também é importante ter uma boa equipe trabalhando com você, todos motivados a otimizar o produto e o atendimento. Este último é fundamental para a boa aceitação do seu negócio. Afinal, a melhor propaganda é a recomendação de um cliente para outro. Porém não abandone outros meios de divulgação, garanta que sua marca seja vista nas redes sociais, rádio e tv, eventos, banners, tudo o que fizer sentido.


DEFINA UMA PERSONA

Conheça seu cliente e quais as necessidades dele, seu produto tem que gerar identificação e resolver algum problema comum;


TESTE SEU PRODUTO

Crie o chamado MPV (Produto Mínimo Viável), um exemplo do seu produto que pode ser testado antes de ser comercializado;


AVALIE OS RESULTADOS

Use os números para tomar as decisões futuras sobre seu negócio, esteja disposto a inovar e recomeçar se preciso;


DEFINA UM SEGMENTO

Frequentemente as startups são relacionadas à internet ou marketplace, mas elas vão além disso. Por exemplo, aqui no Brasil cerca de 40% das startups abertas em 2021 estão ligadas à agricultura. Inclusive, diversas empresas grandes e consolidadas no mercado estão se aliando a essas empresas emergentes. Isso mostra que para abrir uma startup, não precisa necessariamente criar um produto. Também pode criar maneiras inovadoras de ajudar empresas existentes a melhorar seu desempenho. Em geral, as startups operam para modernizar empresas que atuam há bastante tempo e precisam se atualizar.


ACELERADORAS DE STARTUPS

Se você quer crescer mais rápido, existem empresas especializadas em acelerar o desenvolvimento da sua startup. Em outras palavras, elas trazem investimentos e oferecem mentorias a fim de um crescimento mais rápido. Normalmente, essas aceleradoras lançam editais onde as empresas interessadas podem inscrever seus projetos. Após a inscrição, a aceleradora filtra as informações e define as melhores startups para investir e impulsionar a lucratividade. Nesse sentido, o principal objetivo é alcançar a consolidação no mercado através de suporte financeiro e estratégico.


AMBIENTE DE TRABALHO

O grande diferencial das startups dentro dos escritórios, é uma estrutura horizontal que não força relações de hierarquia. Por mais que haja cargos de liderança, a autonomia dos funcionários é valorizada para permitir inovações constantes. Pode ser difícil para algumas pessoas trabalhar sem uma delimitação clara de funções e prioridades dinâmicas. Por outro lado, é cada vez mais comum perfis de funcionários que engajam melhor nesse modelo por não se sentirem pressionados.


MARCO LEGAL DAS STARTUPS

De forma geral, a legislação das startups não tem muitas complicações. Ainda mais após o Marco Legal das Startups criado em junho de 2021 que visa respeitar as particularidades desses negócios em termos de investimentos, trabalho e pagamento de tributos. Desde então, ficou mais fácil testar produtos por conta das autorizações no Marco. Órgãos governamentais também têm incentivo para contratar serviços e produtos de startups. Além de dar outras garantias para evitar prejuízo aos investidores, como a isenção de tributos caso a empresa vá à falência. Para registrar sua startup é preciso um CNPJ, mas MEIs também é um método simples de garantir a regulamentação. Se quiser mais dicas para a criação ou manutenção de uma empresa, continue atento ao blog da Solução Financeira. Aqui você sempre encontra dicas para ter um relacionamento cada vez menor com o seu dinheiro. Até a próxima!




Atualizado em 21/10/2022.

Comments


bottom of page